NOVA CONFIGURAÇÃO DO PORTAL
 
InícioPortaledamalta.blogsBuscarFAQRegistrar-seGruposMembrosConectar-se

Compartilhe | 
 

 ABORTO - REFERENDO

Ir em baixo 

ABORTO
DEVO MATAR NA 1 SEMANA
0%
 0% [ 0 ]
DEVO MATAR NA 10 SEMANA
20%
 20% [ 1 ]
DEVO MATAR NO PARTO
0%
 0% [ 0 ]
DEVO MATAR O PAI ANTES DA CONCEPÇÃO
0%
 0% [ 0 ]
DEVO USAR UM CINTO DE CASTIDADE
80%
 80% [ 4 ]
Total dos votos : 5
 

AutorMensagem
BOSS
HONRADO MEMBRO
HONRADO MEMBRO
avatar

Número de Mensagens : 58
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: ABORTO - REFERENDO   01/02/07, 06:47 pm

Que Pais este que se referenda a vida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Verde
HONRADO MEMBRO
HONRADO MEMBRO
avatar

Número de Mensagens : 49
Data de inscrição : 01/02/2007

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   01/02/07, 08:02 pm

ACHO QUE O AMIGO BOSS TÁ A VER AS COISA MAL ACHA QUE AS MULHERES DEVEM SER PRESAS SO PORQUE NÃO PODEM DAR UM LAR A ESSA CRIANÇAS ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
BOSS
HONRADO MEMBRO
HONRADO MEMBRO
avatar

Número de Mensagens : 58
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   01/02/07, 08:06 pm

ACHO expliquem lá qual a diferença entre um ser humano de 9 ou 10 semanas ou de um com 9 meses de gestação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
metro
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 182
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   02/02/07, 01:19 am

Sou contra este referendo por varias razões, sou contra as mulheres correrem riscos por fazer aborto clandestino, mas tambem sou contra que se faça aborto sem restrinções.
A lei já prevê varias razões para que se faça aborto e a partir do momento em que a lei o permita vamos passar a ter quem o faça só porque sim.
A mulher não tem que ser presa por fazer aborto, até agora não foi, por isso não percebo esse argumento da prisão, é só alterar a lei tirando essa coisa da prisão que nunca aplicaram e obrigar a que sejam assistidas e aconselhadas por pessoas capacitadas para isso.
Por outro lado tambem não percebo porque não se fala no Homem, se a mulher quiser abortar é ela que decide? e o Pai ? e se uma mulher deixar-se engravidar sem conhecimento do Homem pode o Homem exigir que ela Aborte?
Sou contra este referendo porque num PAÌS onde a pena de morte não existe não se deve pedir ás pessoas para autorizarem que se ponha FIM ao inicio da VIDA, num PAÌS onde é negado o direito á EUTANÀSIA sendo a pessoa que o desejar alguem que exprime os seus pensamentos e o seu desejo é-lhe negado como se pode decidir de ânimo leve por um SER que não se pode exprimir?
Sou contra este referendo porque ninguem me perguntou se acho bem que se continue a dar metadona na maior parte dos casos sem resultados prácticos, a dar dinheiros publicos para instituições que não curam os toxicodependentes.
Sou contra este referendo porque existem leis sobre as quais gostava de ter uma palavra a dizer e não me perguntam.
Sou contra este referendo porque parece mais uma obsessão do que solução.
Mas sem tem que ser assim, então vamos lá votar e depois vamos ao referendo sobre a pena de MORTE e sobre a EUTANÀSIA mais a despenalização das DROGAS.
EU VOU VOTAR EM BRANCO (SE LÁ FOR) PORQUE JÁ OUVI ARGUMENTOS DOS DOIS LADOS E É DIFICIL DISCORDAR COM A MAIOR PARTE DELES.
ESTE REFERENDO ATÉ PARECE QUE FOI INVENTADO PARA ENTRETER O POVO A FALAR E A DISCUTIR SOBRE UM ASSUNTO ONDE É QUASE IMPOSSIVEL HAVER CONSENSO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
borboleta
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 408
Data de inscrição : 01/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   02/02/07, 03:27 am

eu pessoalmente nao sou a favor nem contra porque os dois lados teem razoes muito fortes por um lado, afinal e uma vida que se tira e certo nao esta correto tirar uma vida assim sim mais nem menos estamos a falar de UM SER HUMANO. mas tambem ja viram a quantidade de crianças que estam em instituiçoes sem o carinho e o amor de uma familia? muitos deles acabam por se tornar delinquentes, e as crianças que sao deixadas nos caixotes do lixo assim que nascem e ficam a sua propria sorte sabendo-se la se sobrevivem ou nao, de certeza que ja viram nos telajornais mais do que uma vez esse tipo de casos... mulheres que nao teem condiçoes pra criar uma criança, crianças que so veem ao mundo pra sofrer e etc. repito nao sou a favor nem contra so tento ver os dois lados da moeda. as mulheres que fazem os abortos clandestinos correndo o risco de morrerem ou de ficarem estereis pra sempre.
so acho que se isto for pra sempre e tornar-se legal o aborto que nao o façam sem pensarem muito bem e verem as condiçoes psicologicas e outras dos todos os envolventes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LEÃO
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 131
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   02/02/07, 03:41 pm

sou pela vida que isto fique bem claro . mas tanta hipocresia até dá dó.como se não houvesse mais abortos se o não ganhasse!!! mas há!! e em condições que todos sabem. espero que se o sim ganhar quando ouver uma mulher a querer fazer um aborto seja questionada as razões de tal decisão e só se efectuar se as razões forem fortemente justificativas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nelito
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR
avatar

Número de Mensagens : 117
Localizaçâo : PLANETA TERRA
Data de inscrição : 30/11/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   02/02/07, 06:12 pm

Boss acho que devias ter feito a votação de outra maneira para SIM ou NÃO seria mais correto mas de qualquer forma ai vai a minha opinião.
Ainda ninguém me conseguiu explicar quais as razões que podem levar uma mulher a decidir de modo irreversível e unilateralmente sobre ter ou não ter uma filho. Melhor: sobre matar um ser vivo. Que direito tem a mulher de decidir sobre a morte de um filho que trás no ventre? Nada nem ninguèm pode matar outrém. E ainda bem que assim é. Muito menos quando esse outrém é alguém que não pediu para vir ao mundo, não foi tido nem achado nessa decisão e nem lhe perguntam se quer ou não viver. Os defensores do Sim esquecem-se que ás dez semanas já á vida e que os nascituros e os concepturos são sujeitos de direitos. Tanto assim é que, por exemplo, se pode fazer um testamento a favor de um ou de outro. Depois diz-se na lei que é á mulher que compete decidir. Pergunto: então e o homem, que lugar toma na decisão? Para fazer um filho são precisas duas pessoas. Para o matar basta a vontade de uma. Linda lei, não haja dúvida. E como resolverão os defensores do Sim o caso de um casal em que um queira ter um filho e o outro não sendo que o que defende o não, decide, unilateralmente, abortar?Acaso já se aperceberam que, dessa decisão, pode resultar danos irreparáveis para o casal, que poderão levar ao fim da relação conjugal? E que, com isso, se potenciará o número de divórcios? Pensem se não será o melhor defender a Vida do que defender a Morte.

_________________
AJUDAR PARA SER AJUDADO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://familiajesus.com.sapo.pt/
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 48
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Carta de um bebe para sua mãe   02/02/07, 08:33 pm

Carta de um bebe para sua mãe
Oi mãe, tudo bem?
Estou bem graças a DEUS
Faz apenas alguns dias que você me concebeu em sua
barriquinha. Na verdade, não posso explicar como estou feliz
em saber que você será minha mãe . outra coisa que me enche
de orgulho e ver o amor com que fui concebido.
Tudo parece indicar que eu serei a criança mais feliz do
mundo!!!!!!!!
Mãe, já se passou um mês desde que fui concebido e já
começo a ver como o meu corpinho começa a se formar, quer
dizer, não estou tão lindo como você...
Mas me de uma oportunidade !!!!!!!!!!
Estou muito feliz! mas tem algo que me deixa preocupado...
Ultimamente me dei conta de que há algo na sua cabeça que não
me deixa dormir, mas tudo bem, isso vai passar, não se
desespere.
Mãe, já se passarem dois meses e meio , estou muito feliz
com as minhas novas mãozinhas e tenho vontade de usa-las para
brincar.
Mãezinha me diga o que foi?
Porque você chora tanto todas as noites ??
Porque quando você e o papai se encontram gritam tanto um
com outro?
Vocês não me querem mais, ou o que?
Vou fazer o possível para que me queiram ...
Já se passaram 3 meses , mãe, te noto muito deprimida, não
entendo o que esta acontecendo, estou muito confuso.
Hoje de manha fomos ao medico e ele marcou uma visita para
amanhã ...
Não entendo, eu me sinto muito bem, ... por acaso você se
sente mal mãe?
Mãe, já e dia, onde vamos?
O que esta acontecendo mãe?
Porque chora? Não chore, não vai acontecer nada.
Mãe, não se deite, ainda são 2 horas da tarde, não tenho
sono quero continuar brincando com minhas mãozinhas!!!!!!!
Ei !!!!!
O que esse tubinho esta fazendo na minha casinha???? E um
brinquedo novo???
Olha!!!!!!!!! Ei, porque estão sugando minha casa????
Mãe!!!!!!! Espere , essa e a minha mãozinha !!!!!!
Moço, porque a arrancou? não vê que me machuca??
Mãe, me defenda!!!!!!
Mãe!!!!!! Me ajude!
Não vê que ainda sou muito pequeno para me defender sozinho?!
Mãe, a minha perninha, estão arrancando!!!!! Diga para eles
pararem, juro a você que vou me comportar bem e não vou mais
te chutar.
Como e possível que um ser humano possa fazer isso comigo?
Ele vai ver so quando eu for grande e forte, ai mãe, já
não consigo mais... ai ... mãe mãe, me ajude.......



Mãe já se passaram 17 anos desde aquele dia e eu daqui de
cima observo como ainda te machuca ter tomado aquela decisão
Por favor, não chore, lembre-se que te amo muito e que
estarei aqui te esperando com muitos abraços e beijos.
Te amo muito!!!!!!!!
Seu bebe

Apesar do texto ser triste, ele pode mudar a cabeça de muita
gente
Participe você também dessa campanha TODOS CONTRA O ABORTO
...passe esse texto para frente e poderemos salvar outras vidas...
Pode haver em algum lugar uma mãe desesperada somente a
espera dessa carta...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
metro
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 182
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   02/02/07, 09:17 pm

Exmos. Senhores Deputados,


Toda a população portuguesa, bem como os parlamentares, têm se debruçado sobre a problemática do aborto, entretanto poucos ou nenhuns têm apresentado razões científicas para serem contra ou favor. Todo o debate tem-se centrado em querelas políticas e economicistas esquecendo-se do problema fulcral da questão: O que está em causa é saber se um feto tem ou não o direito de nascer e se a mãe tem o direito de evitar que ele nasça independente das circunstâncias que a levam a optar pelo aborto. Parece-nos que este debate deve ser muito mais aprofundado, levando a que cada um, em plena consciência e conhecedor de facto do que se trata, possa fazer a sua opção de forma livre e responsável.

Tomei a liberdade, como cidadão português e eleitor, também responsável por V. Exas. Ocuparem este cargo de, a partir de hoje e durante alguns dias, enviar-lhes algumas Razões Científicas Contra o Aborto. Serão apenas algumas páginas para que V. Exas. Meditem e, na altura da campanha para o referendo, possam também tomar uma posição livre e responsável, sem os atavismos partidários, mas com verdadeira liberdade e responsabilidade democrática.

Considerações finais

O inventário minucioso do fenómeno vida levou-nos invariavelmente à mesma conclusão: A vida é uma concessão, um bem outorgado, do qual não se pode dispor.

O facto é que o ser humano nem de longe, nem de perto, “fabricou” moléculas da vida. Nunca conseguiu, nos tubos de ensaio, utilizando as condições pré-bióticas, a síntese de ribossomos, proteínas, nucleotídeos, enfim, de substâncias químicas básicas que entram na fórmula do ser vivo. Tudo só vem reforçar a certeza da existência de uma Inteligência Superior na base do planeamento da vida, que não consegue ser entendida ainda, dados os parcos recursos da inteligência humana.

Diante de um organismo vivo, a questão básica é esta: Quem tem o direito de eliminá-lo? O médico? A mãe? O pai? O Estado? Do ponto de vista ético, quem deve decidir se um ser vive ou morre?

Fernando de Magalhães, ilustre jurista brasileiro, responde, com convicção, “ o embrião é um sujeito de Direito e pelo Código Civil todo sujeito de Direito é uma pessoa, é um indivíduo, é alguém. E pelo Código Penal, matar alguém é crime”.

Este é o ponto de vista da Ciência também.

O embrião, portanto, não pertence à mãe, ao pai, ao juiz, à equipa médica, ao Estado. Pertence, exclusivamente, a ele próprio, porque a vida lhe foi outorgada, é um património intrínseco, inerente a sua condição de organismo humano vivo. Mesmo no caso do feto anencéfalo, é crime, porque o fenómeno vida não é da alçada humana, a não ser para salvá-la; para eliminá-la, jamais.

Aprendemos, com a genética, que a diversidade é a nossa maior riqueza colectiva. E o feto anómalo, mesmo o portador de grave deficiência, como é o caso do anencéfalo, faz parte dessa diversidade. Deve ser, portanto, respeitado. Reconhecemos que a mulher, pode precisar de ajuda psicológica. Mas uma mulher que abortar intencionalmente encontrar-se-á em situação muito pior, carregando o complexo de culpa a carecer ainda mais de ajuda psicológica. Essa situação é algo que os defensores do aborto nunca comentam, mas é comum e traz muito sofrimento. Trata-se da depressão que surge, em geral, na época da menopausa, tendo como causa o complexo de culpa por aborto praticado. Hanna Wolff, analista junguiana, entre outros psicoterapeutas, constatou, ao longo de sua experiência como terapeuta, essa ligação muito próxima entre aborto e depressão.

“ É precisamente a facilidade com que, hoje, é possível abortar a causa das depressões de tantas mulheres na idade da menopausa. Aquelas que antes eram as primeiras a defender o direito de “gerir o próprio corpo”, vemo-las, depois, prostradas em sua própria infelicidade. A psique não conseguiu superar a barbárie do aborto. É que sobre isso, os nossos legisladores nada entendem, e muito menos os tais “especializados” a que esses mesmos legisladores recorrem para resolver o assunto”.

Não se pode deixar de aplaudir o extraordinário esforço desenvolvido pelas clínicas de Medicina Fetal, que realizam, rotineiramente, graças aos avanços da tecnologia, intervenções cirurgias intra-uterinas, com vistas à cura de doenças que poderiam agravar-se ou tornarem-se irreversíveis, após o parto. Já não podemos concordar quando elas aconselham às mães o aborto no caso de anomalias fetais.

Constatamos, com pesar, que sectores do Governo, do Sistema Judiciário, e da sociedade têm incentivado, de forma contundente, a legalização do aborto em nosso país. Esperamos que essa triste hipótese não venha a concretizar-se, contudo, é impossível deixar de imaginar, como seria a aplicação da prática abortiva às camadas mais pobres de nossa população, tendo em vista a insuficiência de camas e as filas de espera que temos para as mais simples cirurgias. Diante dessa situação, não seriam as clínicas privadas as mais interessadas na legalização? E seria razoável empregar dinheiro do erário público para sustentar clínicas comprometidas com a morte e não com a vida, em evidente distorção da verdadeira missão da Medicina? Não seria muito mais lógico empregá-lo em campanhas educativas maciças sobre a maternidade e paternidade responsáveis, com a implantação efectiva e permanente de um programa de planeamento familiar?

Esperamos, com toda a sinceridade, que o bom-senso e o verdadeiro espírito de fraternidade prevaleçam nas decisões dos legisladores de nosso país, porque é certo que tudo aquilo que um povo coloca na Constituição, como lei máxima a reger-lhe os destinos, isto mesmo colherá da justiça Divina – Instância Superior à qual todos nós estamos subordinados.

Por tudo quanto vimos, fica evidente, para nós, que aqueles que se envolvem, qualquer que seja a sua profissão, na causa pró-aborto, estão contribuindo, de forma efectiva, para o crescimento da violência no mundo.

Com os melhores cumprimentos,

Humberto Oliveira.

li este texto foi mais uma razão para a minha apreensão sobre este referendo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
metro
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 182
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   07/02/07, 02:56 am

depois de ouvir alguns adjectivos que os defensores do SIM utilizam para classificar a minha personalidade, porque não estou do lado deles faço parte dos que eles classificam (para resumir) "atrasados mentais" e porque o Sr Primeiro Ministro que não se devia meter nisto tambem já disse uma coisa que não gostei (tipo chantagem) "ou votam sim ou não há qualquer alteração da lei" eu que até tava a pensar votar em branco ou nem ir votar, agora porque sou teimoso e não gosto que me ofendam por um lado e façam chantagem por outro já ponho a hipótese de votar NÂO.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
metro
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 182
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   07/02/07, 12:20 pm

LEÃO escreveu:
sou pela vida que isto fique bem claro . mas tanta hipocresia até dá dó.como se não houvesse mais abortos se o não ganhasse!!! mas há!! e em condições que todos sabem. espero que se o sim ganhar quando ouver uma mulher a querer fazer um aborto seja questionada as razões de tal decisão e só se efectuar se as razões forem fortemente justificativas
é por esse tipo de argumentos dos que defendem o SIM que primeiro tava na duvida em ir ou não ir votar e se fosse votava em branco agora já tou a pensar votar NÂO.
Hipócritas e coisas do genero é a campanha da maioria dos que defendem o SIM e alem de estarem a enganar as pessoas com o falso argumento que os abortos clandestinos vão acabar e ainda por cima ofendem quem não concorda com eles.
se o SIM ganhar os abortos clandestinos vão continuar e o problema não vai ser só o dinheiro a pagar (clandestino será sempre mais barato e em piores condições) porque até podem ser de borla para quem o faz e o estado (nós) pagamos, mas vão acontecer casos em que o aborto será feito ás escondidas por vergonha, para os Pais não saberem, para o Marido não descobrir, para as amigas vizinhas etc... não fazerem comentários, vai sempre existir uma razão para que se decidam a fazer o aborto ás escondidas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 48
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   10/02/07, 03:37 am

Ena, que grande confusão vai por aí!...

Um feto é um ser humano? E um girino, é uma rã? E um ovo, é uma galinha? E o
pai natal existe? Podem acreditar no que quiserem e actuar em consonância
com o que acreditam, não obriguem é os outros a acreditar no que outros
acreditam. A idade média e a inquisição já eram (espero eu)...

Uma vitória do sim não vai obrigar ninguém a fazer abortos, pelo contrário
vai dar a possibilidade a toda a gente de actuar livremente segundo a sua
consciência. Vai possibilitar que uns não sejam penalizados pelo
fundamentalismo de outros. Acham que um feto é um ser humano: tem toda a
legitimidade para achar isso e para actuarem em conformidade, não tem é
legitimidade para se imporem ,conforme eles achem e isso é o não, uma forma de uma crença particular


Nunca conheci ninguém que gostasse de abortar (e conheci muita gente que o
fez...), é das decisões mais terríveis e dolorosas que se pode tomar.
dia 11 votem, mas pensem... Crying or Very sad
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
metro
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 182
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   10/02/07, 03:52 pm

ó BOSS tás a dormir??? iniciaste o debate e agora tinhas que por ponto final, ham? foste á pesca? pronto tá bem.
então como o BOSS não tá ficam informados que a partir deste momento o debate tá encerrado POR RAZÔES LEGAIS, as campanhas acabaram ás 00,00h farao
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 48
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: GANHOU O SIM   12/02/07, 03:34 am

É preciso considerar que a essência ou princípio feminino
NÃO PODE SER ENTENDIDA ATRAVÉS DE UM ESTUDO
INTELECTUAL OU ACADÉMICO.
A ESSÊNCIA ÍNTIMA DO PRINCÍPIO FEMININO
não se permite tal ataque, o sentido real da feminilidade
sempre escapa ao interrogador directo.
Essa é a razão pela qual as mulheres
são misteriosas para os homens
isto é, para o homem que persiste em tentar compreender intelectualmente a mulher.
In OS MISTÉRIOS DA MULHER M. ESTHER HARDING ,
Mas falando do assunto que se aborda aqui neste tópico,
vêm eles falar dos direitos da mulher...
Á muito que a mulher e dona e senhora dela
mesma,não é mais uma coitadinha,igual ao tempo das nossas mães,e avós...
A mulher a partir de hoje vai ser respeitada,condignamente?

Digo eu sera,?Evil or Very Mad
Duvido que sera assim, onde estes politicos andam com a cabeça, ?? Rolling Eyes
quando dizem sim ao aborto, depois de fecharem,as maternidades
por este pais fora.
Deixando milhares de pessoas,em especial idosos,
que por falta de médico de familia têm de se deslocar,
dezenas de kilometros,para uma consulta,aldeias
com apenas um médico ao qual um velhinho,
tem de ir pra porta de um centro de saúde as três e quatro,da manhã,
para poder ser dos primeiros,e poder ser atendido,
e quando uma mãe quizer ir pra maternidade,
para ir ter o seu filho
e ter de esperar numa maca, num corredor
só porque a sala de partos esta ocupada,
porque ao contrario dela
outra mulher esta a matar um ser humano.
vai ser o caos,
acreditem se isto já não estava facil,
agora então,veremos, BAD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
metro
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 182
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   14/02/07, 01:25 am

acrescento ao pensamento da TATANKA:
o aborto clandestino vai continuar a existir, porque se tiverem que pagar 500 euros numa clinica e alguem o fizer por 200 ou 300 para quem tem dificuldades o mais barato é primeira opção e depois vão chegar aos hospitais com o mesmo problema.
porque se não quiserem que os pais saibam que engravidaram, no hospital ou clinica terão que chamar os pais (se for menor) ou será que tambem vão esquecer isso porque negócio é negócio.
porque não querem que o marido ou namorado saiba que tiveram um descuido.
POR OUTRO LADO:
mesmo que o estado esteja disposto a pagar 500 ou 600 euros por um aborto PORQUE nunca deram esse dinheiro a quem acabou de dar á luz?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 48
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   16/02/07, 11:06 pm

ABORTO
DEVO MATAR NA 1 SEMANA
0% [ 0 ]
DEVO MATAR NA 10 SEMANA , Fiquei um pouco triste,ao verificar que alguém por aqui é capaz de uma atrocidade destas
20% [ 1 ]
DEVO MATAR NO PARTO
0% [ 0 ]
DEVO MATAR O PAI ANTES DA CONCEPÇÃO
0% [ 0 ]
DEVO USAR UM CINTO DE CASTIDADE
80% [ 4 ]

















Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ABORTO - REFERENDO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ABORTO - REFERENDO
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Irmão Lourival, fiquei muito curioso em saber sua opinião: quem conhece e pratica o Evangelho de Cristo pode ser a favor do aborto, assim como 76% da IURD?
» Aborto e Canibalismo, tudo a ver. Então entendi... Aborto, fim da Fome, dinheiro no bolso, etc... e o Diabo ganhando espaço.
» O empresário e pró-abortista Bispo Edir Macedo estaria comprando um Hospital. Será que é para fazer Aborto?
» Mulher gera bebê fora do útero e criança sobrevive Embora a gestação tenha colocado mãe e filha em risco de morte, a grávida se recusou a fazer um aborto

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: OUTROS TEMAS :: VOTAÇÕES-
Ir para: