NOVA CONFIGURAÇÃO DO PORTAL
 
InícioPortaledamalta.blogsBuscarFAQRegistrar-seGruposMembrosConectar-se

Compartilhe | 
 

 Escrever... Poesia...

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Escrever... Poesia...   04/03/07, 01:08 am

Certo dia ouvi dizer, em uma aula de Introdução ao Direito que houve um certo escritor grego que escrevia cerca de 500 linhas por dia. Ao final da vida, havia escrito cerca de 700 livros. Bem, quanto à qualidade de seus escritos, não ponho a mão no fogo mas, certamente, foi esta uma idéia interessante!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 01:11 am

Poesia
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


A poesia, ou género lírico, ou lírica é uma das sete artes tradicionais, através da qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos. O sentido da mensagem poética também pode ser importante (principalmente se o poema for em louvor de algo ou alguém, ou o contrário: também existe poesia satírica), ainda que seja a forma estética a definir um texto como poético.

Num contexto mais alargado, a poesia aparece também identificada com a própria arte, o que tem razão de ser já que qualquer arte é, também, uma forma de linguagem (ainda que, não necessariamente, não verbal).

A poesia, no seu sentido mais restrito, parte da linguagem verbal e, através de uma atitude criativa, transfigura-a da sua forma mais corrente e usual (a prosa), ao usar determinados recursos formais. Em termos gerais, a poesia é predominantemente oral - mesmo quando aparece escrita, a oralidade aparece sempre como referência quase obrigatória, aproximando muitas vezes esta arte da música.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 01:13 am

COISAS QUE LEVEI ANOS PARA APRENDER
Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não
pode ser uma boa pessoa.
Esta é muito importante. Preste atenção. Nunca falha).
As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas
com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
A força mais destrutiva do universo é a fofoca.
Não confunda nunca sua carreira com sua vida.
Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela
qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu
potencial ! Essa palavra seria "reuniões".
Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador
solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais
construiu o Titanic.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
Que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades e às
pessoas, Que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... E
que valeu a pena!!!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 01:17 am

Acho a maior graça. Tomate previne isso,cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere...

Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.

Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.

Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz-me sentir nova em folha.
Viajar me deixa tensa antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheia de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me
embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais... os médicos deveriam proibir - como doem!
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo,
faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde!
E passar o resto do dia sem coragem para pedir
desculpas, pior ainda!
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou mussarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca!
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 01:30 am

Quase, conversa com um amigo!!
Ontem conversando com um amigo, ele me disse q estava namorando e até estava se sentindo bem com a pessoa, mais o problema, ai, aquele problema, de o pensamento estava em outra, e resolveu ser sincero e falar, honestamente, para a namorada, q se a outra telefonasse, ele largaria tudo e iria correndo, eu não sei se foi o melhor, sinceramente não faço a minima ideia...Ainda pior que a convicção do não é a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase.
É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Depois continuando a conversa, chegamos a conclusão q nós seres humanos somos uns eternos insatisfeitos, será?
Bem, o q sei é q não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.
Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 01:36 am

Dar não é fazer amor
( Veríssimo )


Dar não é fazer amor. Dar é dar.
Fazer amor é lindo, é sublime, é
encantador, é esplendido. Mas dar é bom prá cacete.
Dar é aquela coisa que alguém te puxa pelos cabelos da nuca...
Te chama de nomes que eu não escreveria...
Não te vira com delicadeza...
Não sente vergonha de ritmos animais.
Dar é bom.
Melhor que dar, só dar por dar.
Dar sem querer casar...
Sem querer apresentar prá mãe...
Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...
Te amolece o gingado...
Te molha o instinto.
Dar porque a vida é extressante e dar relaxa.
Dar porque se você não der prá ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de
amanhã.
Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.
Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar
ouvir futuro.
Dar é bom na hora.
Durante um mes.
Para os mais desavisados, talvez anos.
Mas dar é dar demais e ficar vazio.
Dar é não ganhar.
É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te
abduzir.
É não ter alguém prá casar, prá apresentar prá mãe, prá dar o primeiro
abraço no Ano Novo e prá falar: "Que que cê acha, amor?".
É não ter companhia garantida prá viajar.
É não ter prá quem ligar quando recebe uma boa notícia.
Dar é não querer dormir encaixadinho...
É não ter alguém prá ouvir seus dengos...
Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.
Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
Esse sim
é o maior tesão.
Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você
flutuar.
Experimente ser amado...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 01:58 am

Almas perfumadas

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda. De flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda. Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça. Lambuzando o queixo de sorvete. Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher. O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver.

Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul. Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis. Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo. Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso. Ao lado delas,pode ser abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.

Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra. Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza. Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria. Recebendo um buquê de carinhos. Abraçando um filhote de urso panda. Tocando com os olhos os olhos da paz. Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave que sua presença sopra no nosso coração.

Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta. De passeio no jardim. Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar. Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos Deus está dançando conosco de rostinho colado. E a gente ri grande que nem menino arteiro.

Costumo dizer que algumas almas são perfumadas, porque acredito que os sentimentos também têm cheiro e tocam todas as coisas com os seus dedos de energia. Minha avó era alguém assim. Ela perfumou muitas vidas com sua luz e suas cores. A minha, foi uma delas. E o perfume era tão gostoso, tão branco, tão delicado, que ela mudou de frasco, mas ele continua vivo no coração de tudo o que ela amou. E tudo o que eu amar vai encontrar, de alguma forma, os vestígios desse perfume de Deus, que, numa temporada, se vestiu de Edith, para me falar de amor.


Ana Cláudia Saldanha Jácomo,
é carioca, mora no Rio de Janeiro e é formada em Jornalismo. Lançou, recentemente,seu primeiro livro, "Parto de Mim", uma produção independente


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 02:05 am

Quase

O amor nasce velho em qualquer coração;
é fruto tardio
de ancestralidades feridas,
de descompassos hereditários,
do choro antigo das várias gerações,
resultado inebriante
dessa magia de converter lágrimas
numa quase-cachaça.

Todo amor nasce marcado
de lutas recentes, mas findas;
soldado conhecedor de cada canto
do seu campo de batalha,
dos requintes militares,
dos artifícios bélicos
da marcial arte de amar;
discípulo virado em mestre,
professor da triste ciência
de tornar sangue
num quase-veneno.

Todo amor nasce maduro.
Superada a longa seca,
a intempérie,
eis que surge indene
com a esperança perene
de uma vida
que é quase-renúncia.

Todo amor nasce morto,
já vivido, já cantado,
já doído, já amado.

Todo amor nasce duro,
escudo
de ancião experimentado,
que esconde um quase-menino
indefeso.

Todo amor nasce quase;
e se é todo, não o é.

Todo amor nasce pedra
perpétua, e perdura
na solidez de um silêncio
que é quase confissão.


Anderson Piva
nasceu em Araraquara (SP), em 1983. Cursou o primeiro ano da Faculdade de Letras da Unesp de Araraquara no ano de 2003, tendo abandonado o curso logo depois. Escreveu sua primeira peça de teatro aos quinze anos, prontamente encenada pelos alunos de artes cênicas do Sesi de sua cidade. Escreve para jornais e teve poemas selecionados em concursos literários.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 02:22 am

Idade

É o tempo,
Que lhe corta os dias
O mesmo
Que me conta os casos,

Dos quandos,
Que eu não mais ouvia,
Aos comos
Sem porquês dos atos.

É dele
Meu desenho à pele,
O mapa pelo qual escapo
Da velha juventude eterna.

Ao tempo
Meu melhor bom dia.
Sem medo do que o sol me tira
Me farto do que a luz me soma.

Andréa de Barros,
é natural de Jacareí (SP). Trabalha com texto publicitário, é mestranda em Literatura e Crítica Literária pela PUC-SP e escreve poesia. Seus poemas ainda são inéditos.


Última edição por em 21/03/07, 09:49 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 02:28 am

VIVER

COMO É POSSÍVEL VIVER A VIDA
SEM DESFRUTAR DAS BOAS COISAS???
Viver não é Sobreviver.
Viver é Ser e não Ter.
Viver é Agir e não Esperar.
Viver é Fazer e não Mandar..
Viver é brincar de adulto quando criança.
E ser criança depois de adulto
Vivam os vosso dia como se Fosse o Último
E amem como se fosse o último amor de sua vida.


(ps.: Lindo este texto… Fiquei sem palavras ao ler.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 02:31 am

SONHOS
Fernando Pessoa


Ao longe, ao luar,
No rio uma vela,
Serena a passar,
Que é que me revela?
Não sei, mas meu ser
Tornou-se-me estranho,
E eu sonho sem ver
Os sonhos que tenho.

Que angústia me enlaça?
Que amor não se explica?
É a vela que passa
Na noite que fica.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 02:36 am

AS PALAVRAS
Eugénio de Andrade


São como cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.
Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?


Última edição por em 21/03/07, 09:50 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   04/03/07, 02:42 am

ACEITA-ME
Silvia Schmidt


Aceita-me como eu sou, porque não tenho garantias e nem tenho a pretensão de ser alguém perfeito.
Toda a perfeição não posso ter.
Eu sou como vocês.
Sou da espécie humana.
Sou capaz de errar.
O erro não é falha de carácter e errar faz parte da Natureza Humana.
Eu vivo, Eu sorrio e Eu também aprendo.
Meu conhecimento é incompleto.
Estou na busca o tempo todo ,nas horas acordadas e nas horas de sono.
Eu tenho um longo caminho a ser percorrido, assim como você também tem.
Aprendemos nossas lições pelo caminho.
Atingiremos a Sabedoria.
Assim, por favor, aceitem-me como sou!
Porque eu sou só eu.
Apenas eu.
Não há ninguém igualzinho a mim no mundo.
Esta é a única garantia que dou.
É assim que eu me sinto.
Eu tenho um coração.
Abra-me e vejam-no!
Por favor , cuide bem dele.
Ele é tudo que eu sou. Apenas eu.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 49
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Elogio do pecado   04/03/07, 04:22 am

Elogio do pecado
Ela é uma mulher que goza
celestial sublime
isso a torna perigosa
e você não pode nada contra o crime
dela ser uma mulher que goza
você pode persegui-la, ameaçá-la
tachá-la, matá-la se quiser
retalhar seu corpo, deixá-lo exposto
pra servir de exemplo.
É inútil. Ela agora pode resistir
ao mais feroz dos tempos
à ira, ao pior julgamento
repara, ela renasce e brota
nova rosa
Atravessou a história
foi queimada viva, acusada
desceu ao fundo dos infernos
e já não teme nada
retorna inteira, maior, mais larga
absolutamente poderosa.





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   06/03/07, 08:46 am

O AMOR ANTIGO

O amor antigo vive de si mesmo,
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige, nem pede. Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.

Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante,
o antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor.

Carlos Drummond de Andrade (Amar se aprende amando)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   06/03/07, 08:50 am

Aos olhos dele

Não acredito em nada. As minhas crenças
Voaram como voa a pomba mansa;
Pelo azul do ar. E assim fugiram
As minhas doces crenças de criança.

Fiquei então sem fé; e a toda a gente
Eu digo sempre, embora magoada:
Não acredito em Deus e a Virgem Santa
É uma ilusão apenas e mais nada!

Mas avisto os teus olhos, meu amor,
Duma luz suavíssima de dor...
E grito então ao ver esses dois céus:

Eu creio, sim, eu creio na Virgem Santa
Que criou esse brilho que m'encanta!
Eu creio, sim, creio, eu creio em Deus!

Florbela Espanca


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   15/03/07, 02:49 pm

CHEGANDO AOS 30...

Embora ainda não tenha saído dos meus 20 anos, já me sinto mais com 30 do que nunca... afinal acabei de fazer 27. E este texto tem tudo a ver com a forma que venho me sentindo e encarando a vida, por isso quero dividir com vocês!

Se aos 20 anos você soubesse o que significa chegar aos 30, na certa não se preocuparia tanto com a idéia de mudar de década. Acredite: é nessa fase que a vida nos reserva um bocado de prazeres, como estes aqui!

Essa é a idade da determinação: sabemos o que queremos, como queremos e quando.

Ouvir um não - ou dois, ou três... - deixou de ser motivo de frustração. Agora, conhecemos o caminho das pedras para transformá-lo numa infinidade de sins!

Aos 30, descobrimos que nossa mãe é a pessoa em quem mais podemos confiar - e morremos de culpa de ter brigado tanto com ela.

As visitas ao ginecologista agora são pura rotina. E manter a TPM sob controle com pelo menos duas técnicas infalíveis não é mais segredo.

A lista do que importa de verdade diminui. E o melhor: nos descobrimos no topo dela!

Depois de sobreviver às espinhas, ao excesso de autocrítica e às dietas da moda, finalmente acertamos o corte de cabelo, o perfume, o personal trainer... E estamos mais bonitas do que nunca. Viva o espelho!

Para uma mulher de 30, a cama é um paraíso. E passar a noite em claro só se for por uma boa causa.

Quando uma amiga mais jovem começa a chorar as pitangas por causa de um relacionamento que não deu certo, falamos com a sabedoria de uma monja tibetana: "Esse homem não te merece" ou "Você se livrou de uma fria..."

Quer coisa melhor do que ser a dona do próprio nariz? Inclusive para aperfeiçoá-lo com uma cirurgia plástica, se preciso.

O que não falta é tempo para trocar a administração pela biologia, a engenharia pela educação física, o direito pela Literatura/História. Com a vantagem de termos maturidade suficiente para fazer a escolha que melhor combina com o coração e a conta bancária.

Aos 30, a mulher está na idade-símbolo da emancipação feminina. Mas nem pensa em queimar sutiãs, principalmente os que levantam os seios, aumentam, aproximam...

O tempo gasto em frente ao espelho caiu drasticamente... passou de três para uma hora.

Cá entre nós, nessa fase freqüentamos os sonhos dos homens de 20 e somos desejadas pelos de 40, 50, 60 e ...

Se alguém elogia a cor do cabelo, respondemos com total naturalidade que o castanho 6.2 ou 7.4. E que o tonalizante só é usado de vez em quando, para dar brilho.

Fast food já não ocupa 80% do nosso cardápio. Agora, sabemos até preparar um ou outro prato afrodisíaco para o namorado na maior categoria.

O seguro do carro é mais barato do que quando se tem 20.

Ninguém domina melhor todos aqueles truques para ficar bonita instantaneamente, incluindo a chapinha, o rímel preto, o batom cor de boca, do que uma mulher de 30.

Já tivemos tempo para comprovar que tamanho é documento. E aprender a analisar o documento discretamente antes de liberar o embarque.

As estrelas da tevê não são mais motivo de inveja. Sabemos que alguns meses de academia, uma dieta equilibrada e um bom cabeleireiro podem nos deixar com a auto-estima lá em cima - e com jeito de quem passou por um Banho de NOVA.

Paramos de fingir que não damos bola para o que os outros pensam. E começamos realmente a não ligar mesmo para a torcida.

O salário já deu uma esticada e podemos gastar, vez ou outra, metade dele em roupas, sapatos, cosméticos... Sem dar satisfação a ninguém!

Entendemos todas as piadas do filme O Diário de Bridget Jones e do seriado Sex and the City.

Viramos mulheres de respeito no trabalho, dentro de casa, diante dos parentes e dos amigos. E estamos na mira das empresas para assumir cargos importantes, até mesmo de chefia.

Aos 30, temos o gostinho de viajar dirigindo o próprio carro - comprado com o próprio dinheiro.

Os micos se tornaram momentos memoráveis, daqueles que relembramos nos encontros com as amigas: um acampamento na chuva, um salto de sapato quebrado, a falta de carona para voltar pra casa às 3 horas da manhã...

Pedir permissão para deitar e rolar com o namorado? Nunca mais!!!!!!

Escolhemos mais do que somos escolhidas. Seja emprego, amigos ou namorados.

Nosso fôlego resiste bem a um dia de limpeza nos armários, ao trabalho no escritório, à malhação no fim de tarde e à balada noturna. E até a uma prorrogação com o gato.

Disputar roupas com a irmã virou coisa do passado. Agora, pedimos emprestado.

Brigar com garra pelos próprios direitos se tornou um hábito. E conseguir mais da vida também.

Não temos mais pavor de criar um filho. Mas, se quisermos, temos ainda anos pela frente para pensar a respeito da maternidade.

Depois de tentar transformar em príncipe uma coleção de sapos, descobrimos que o homem certo muitas vezes está bem ao nosso lado. E tem tudo para se transformar em um homem dos sonhos.

Um corte de cabelo desastroso é driblado com sucesso. E o cabeleireiro é avisado em alto e bom som que não pretendemos voltar lá tão cedo.

Assumir que mulher também gosta de variedade não é mais problema. E hoje deixamos claro: valorizamos - e fazemos - sexo com qualidade total.

Nosso radar para as cantadas furadas começa a funcionar à perfeição. E dá para mandar embora aquele sujeito que não tinha mesmo o menor futuro.

Qualquer papel cai bem para a gente: o de filha, o de mãe, o de casada, o de solteira, o de amante, o de amiga...

Vencemos o medo de chegar a uma festa com um modelito completamente diferente do usado pelas outras. Agora, torcemos para não dar de cara com uma fulana com o mesmo vestido...

Temos uma década inteira para nos acostumar com a idéia de chegar aos 40 feliz da vida!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   15/03/07, 02:55 pm

ME SUBJULGUE!

Essa vai para um menino que anda me pertubando com idéias que só fazem bem a ele. Eu adoro ser subjulgada se isso significa ser mimada e tratada com todo o carinho e cuidado que mereço. Então, senta que lá vem a história...

São 7h. O despertador canta de galo e eu não tenho forças nem para atirá-lo contra a parede. Estou tão acabada, não queria ter que trabalhar hoje. Quero ficar em casa, cozinhando, ouvindo música, cantarolando, até! Se tivesse filhos, gastaria a manhã brincando com eles.

Se tivesse cachorro, passeando pelas redondezas. Aquário?... Olhando os peixinhos nadarem. Espaço?... Fazendo alongamento. Leite condensado?... Brigadeiro. Tudo menos sair da cama, engatar uma primeira e colocar o cérebro para funcionar.

Gostaria de saber quem foi a mentecapta, a matriz das feministas que teve a infeliz idéia de reivindicar direitos da mulher e por que ela fez isso conosco, que nascemos depois dela.

Estava tudo tão bom no tempo das nossas avós, elas passavam o dia a bordar, a trocar receitas com as amigas, ensinando-se mutuamente segredos de molhos e temperos, de remédios caseiros, lendo bons livros das bibliotecas dos maridos, decorando a casa, podando árvores, plantando flores, colhendo legumes das hortas, educando crianças, freqüentando saraus, a vida era um grande curso de artesanato, medicina alternativa e culinária.

Aí vem uma fulaninha qualquer, que não gostava de sutiã, tampouco de espartilho, coisa que eu por sinal adoro, e contaminam várias outras rebeldes
inconseqüentes com idéias mirabolantes sobre "vamos conquistar o nosso espaço".

QUE ESPAÇO, MINHA FILHA!!??

Você já tinha a casa inteira, o bairro todo, o mundo aos seus pés. Detinha o domínio completo sobre os homens, eles
dependiam de você para comer, vestir, e se exibir para os amigos, que raio de direitos requerer?

Agora eles estão aí todos confusos, não sabem mais que papéis desempenhar na sociedade, fugindo de nós como o diabo da cruz! Essa brincadeira de vocês acabou é nos enchendo de deveres, isso sim!

E, PIOR, NOS LARGANDO NO CALABOUÇO DA SOLTEIRICE AGUDA.

Antigamente, os casamentos duravam para sempre. Por que, me digam, por que, um sexo que tinha tudo do bom e do melhor, que só precisava ser frágil, foi se meter a competir com os machos? Olha o tamanho do bíceps deles, e olha o tamanho do nosso... Tava na cara que isso não ia dar certo.

Não agüento mais ser obrigada ao ritual diário de fazer escova, maquiar, passar hidratante, escolher que roupa vestir, que sapatos, acessórios, que perfume combina com meu humor, nem de ter que sair correndo, ficar engarrafada, correr risco de ser assaltada, de morrer atropelada, passar o dia ereta na frente do computador, com o telefone no ouvido, resolvendo problemas.

Somos fiscalizadas e cobradas por nós mesmas a estar sempre em forma, sem estrias, depiladas, sorridentes, cheirosas, unhas feitas, sem falar no currículo impecável, recheado de mestrados, doutorados, e especialidades.

Viramos "supermulheres", mas continuamos a ganhar menos do que eles... Não era muito melhor ter ficado fazendo tricô na cadeira de balanço?

CHEGA!

Eu quero alguém que abra a porta para eu passar, puxe a cadeira para eu sentar, me mande flores com cartões cheios de poesia, faça serenatas na minha janela.

Ai, meu Deus, são 7h30, tenho que levantar! Pensam que eu estou ironizando? Estou falando sério! Estou abdicando do meu posto de mulher moderna. Troco pelo de Amélia. Alguém mais se habilita? Antes eu sonhava, agora já nem durmo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   15/03/07, 02:59 pm

MINHA LOVE STORY

VOU LOGO AVISANDO: estou muito mais a fim de confundir que de explicar. Talvez, porque eu esteja muito confusa com tudo que está acontecendo a minha volta. Não entendeu nada? Tudo bem, eu não vou explicar mesmo. Só vou desabafar...

O que é o amor? Paixão? Cumplicidade? Vontade de passar a vida toda junto de alguém? Frio na barriga? Desejo? Tesão? Sintonia? Vontade de ficar horas conversando sobre nada ou sobre tudo? Respeito? Amizade?

Eu sempre achei que amor era isso e um pouco mais. Então, por que quando você encontra alguém que lhe dá tudo o que você sempre esperou a sensação de busca e de que ainda está faltando alguma coisa não desaparece? Ou desaparece ? Por que ela continua ali te rondando feito uma sombra? Ou por que para de rondar?

Qual a necessidade que sentimos de estar sempre testando o nosso poder? Essa busca eterna pelo "friozinho" na barriga? Pelo primeiro beijo? A primeira música? Será que isso um dia acaba?

Será que quando estiver beijando vou ouvir aquela musica de fundo? Será que quando se tem uma trilha sonora, é amor? Paixão? O que é?

O enredo não é para ser assim: mocinha conhece mocinho, toca uma linda música de fundo, eles se olham, conversam, riem, se apaixonam, se beijam e são felizes para sempre.

Mas... (na vida real sempre tem um "mas") um dia chega a rotina, as contas para pagar, a sogra que implica com a forma que você cuida da SUA CASA e da roupa do filho dela, o sogro que resmunga do jeito que você trata a filha dele, o prato do microondas que quebra, a faxineira que destrói a coleção de miniaturas dele, você que já não cabe tão bem naquela sua minissaia, a barriga dele que já não parece mais de tanquinho (e está mais pra máquina de lavar), o cachorrinho que insiste em fazer xixi no seu tapete predileto.

Toda história real tem muito mais rotina que Hollywood nos tentou fazer acreditar a vida toda. Será que é por isso que continuo sentindo que a minha love story ainda não chegou? Será que o problema é comigo ou com a minha história? Ou será que lea ja chegou e estou com medo?

É pecado continuar a busca? Ou devo sossegar e me conformar com tudo que conquistei? Afinal, não é pouco. Então por que me pego sonhando com outra realidade?

Ou será que estou apaixonada ou ficando, e tenho medo que de errado, por isso estou procurando mil desculpas, afinal o q esta acontecendo?

Será que todo ser humano é assim mesmo? Um eterno insatisfeito? A grama do vizinho é sempre mais verde? Ou minha TPM este mês me deixou um pouco mais louca do que o normal? Vai entender... ou não! Ja é tarde, deve ser isso!!!!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
eli.lua
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 579
Idade : 38
Localizaçâo : Albufeira
Data de inscrição : 11/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   15/03/07, 03:01 pm

PRÍNCIPE ENCANTADO

Será que toda mulher moderna, bem sucedida e solteira no fundo espera ser salva por um príncipe encantado? Será que se fosse hoje, a Branca de Neve ficaria eternamente adormecida a espera de um homem perfeito? Ou desengasgaria sozinha, arrumaria um emprego, um bom plano de saúde e engravidaria de um banco de espermas?

Fico pensando que em tempos atuais é difícil manter-se frágil esperando que um homem forte resolva todos os seus problemas e carências.

Ser a autosuficiente e independente também causa um certo temor nos homens e você acaba ficando mais sozinha. Entra num círculo vicioso: se você pode viver totalmente só, sem precisar de ninguém - então assim seja... E você ficará pra sempre num limbo amoroso, todos os homens te admirarão pela sua força, mas não o suficiente para amá-la.

Desesperador? Calma, ainda não precisa cortar os pulsos, pedir demissão do seu emprego disputadissímo ou desistir de seu MBA.

Felizmente, alguns príncipes despertarm do feitiço e buscam "donzelas" doces, porém decididas. Esperam salvá-las sim de suas carências, ajudá-las com seus problemas existenciais, consertar a torneira da pia que não pará de pingar ou formatar o micro dela que vive travando. Porém, sabem que sua meiga princesa também sabe lutar quando precisa, se sustentar, além de brigar por ele e por seu amor.

Ela não fica chorando ao lado da lareira esperando a fada madrinha transformá-la numa gata borralheira. Ela ganha o suficiente para pagar seus cremes anti-sinais, botox e as aplicações contra celulite. Ela vai à luta! E sabe que se um dia seu príncipe precisar, ela estará lá, linda, doce e forte, com um beijo encantado para salvá-lo!

Será que o meu existe?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
borboleta
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 408
Data de inscrição : 01/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   17/03/07, 11:52 pm

D. Dinis

Poesia trovadoresca SEC. XII-XV

Senhor, eu vivo coitada vida,
Des quando vos non vi: mais.
Pois vos queredes assi, por Deus,
Senhor bem talhada.
Querede-vos de mim doer
Ou ar leixade-me ir morrer.

Vos sodes tan poderosa
De mim que meu mal e meu ben
En vos é todo: e por en.
Por Deus, mha senhor fremosa.
Querede-vos de mim morrer.

Eu vivo por vos tal vida
Que nunca estes olhos meus
Dormem, mha senhor: e por Deus.
Que voz fez de ben comprida.
Querede-vos de mim doer
Ou ar leixade-m`ir morrer.

Ca senhor, todo m` é prazer
Quant`i vos quiserdes fazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
borboleta
MODERADOR
MODERADOR
avatar

Número de Mensagens : 408
Data de inscrição : 01/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   17/03/07, 11:59 pm

Luis de Camoes

Poesia lirica sec. XII-XIV

Eu cantarei de amor tao docemente

Eu cantarei de amor tao docemente
Por uns termos em si tao concertados.
Que dois mil acidentes namorados
Faça sentir ao peito que nao sente.

Farei que amor a todos avivente,
Pintando mil segredos delicados,
Brandas iras, suspiros magoados,
Temerosa ousadia e pena ausente.

Tambem senhora do desprezo honesto
De vossa vista branda e rigorosa,
Contentar-me-ei dizendo a menor parte.

Porem, pera cantar de vosso gesto
A composiçao alta e milagrosa
Aqui falta saber, engenho e arte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 49
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: DEZ REIS DE ESPERANÇA   18/03/07, 02:12 am

DEZ REIS DE ESPERANÇA

Se não fosse esta certeza
que nem sei de onde me vem,
não comia, nem bebia,
nem falava com ninguém.
Acocorava-me a um canto,
no mais escuro que houvesse,
punha os joelhos á boca
e viesse o que viesse.
Não fossem os olhos grandes
do ingénuo adolescente,
a chuva das penas brancas
a cair impertinente,
aquele incógnito rosto,
pintado em tons de aguarela,
que sonha no frio encosto
da vidraça da janela,
não fosse a imensa piedade
dos homens que não cresceram,
que ouviram, viram, ouviram,
viram, e não perceberam,
essas máscaras selectas,
antologia do espanto,
flores sem caule, flutuando
no pranto do desencanto,
se não fosse a fome e a sede
dessa humanidade exangue,
roía as unhas e os dedos
até os fazer em sangue.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 49
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   18/03/07, 02:15 am

Lágrima de Preta

"Encontrei uma preta
que estava a chorar,
pedi-lhe uma lágrima para a analisar.

Recolhi a lágrima
com todo o cuidado
num tubo de ensaio
bem esterilizado.

Olhei-a de um lado,
do outro e de frente:
tinha um ar de gota
muito transparente.

Mandei vir os ácidos,
as bases e os sais,
as drogas usadas
em casos que tais.

Ensaiei a frio,
experimentei ao lume,
de todas as vezes
deu-me o que é costume:
nem sinais de negro,
nem vestígios de ódio.
Água (quase tudo)
e cloreto de sódio."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
tatanka
MEMBRO EXPERIENTE
MEMBRO EXPERIENTE
avatar

Número de Mensagens : 365
Idade : 49
Data de inscrição : 08/12/2006

MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   18/03/07, 02:18 am

Como Pode?

Como pode?
Como pode a nuvem
A estrela
E o vento
Encher o firmamento?

Como pode?
Como pode a palavra
A visita
E a telepatia
Encher o dia?

Como pode?
Como pode a partilha
O sofrimento
E a dor
Fazer crescer o amor?

Há quanto tempo nos conhecemos?
Há quanto tempo nos amamos?
Há tão pouco e parece tanto
Tanto foi aquilo que já vivemos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Escrever... Poesia...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Escrever... Poesia...
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Frases e flores( 21 a 26 setembro)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: OUTROS TEMAS :: DIVERSOS-
Ir para: